2 de janeiro de 2017

CANTO VAQUEIRO



CANTO VAQUEIRO
Eduardo Macedo

Sertanejo forjado em aço
Desbravador da virgem caatinga
Seu destino é lida de gado
Cavalgador de escassos descampados
Guardião de vastos campos áridos

Sua armadura é couro espichado
O pau-de-ferro, a espada mourisca
Brame contra bois desgarrados
Encastelados em carrascais fechados
Ante muralhas de lajedos cortados

Autor e intérprete - Eduardo Macedo
Xilogravuras e fotos - Eduardo Macedo
Gravação de demonstração
2016 - todos os direitos reservados